Q&A – Intercâmbio no Brasil

Como geriste o teu dinheiro enquanto lá estiveste e que gastos é que tinhas?
             Florianópolis é considerada uma das 10 cidades mais caras do Brasil. Isso obrigou-me a tentar gerir da melhor maneira possível o meu dinheiro. Sinceramente, o custo de vida no Brasil é bastante semelhante ao de Portugal.
           Vivia com 2 amigas minhas e optávamos por almoçar a maior parte das vezes em casa. Como as nossas aulas eram sempre entre as 19:00 e as 23:00, jantávamos sempre na faculdade. Normalmente, uma vez por semana, fazíamos uma refeição fora de casa. A gastronomia no Brasil é realmente muito boa e cheia de tentações. Só para “piorar” a situação, começamos a seguir uma página de comida – a @eatfloripa – que publicava diariamente vários restaurantes e cafés espectaculares! A nossa faculdade era a CESUC, a única com a qual o IPAM estabelece parceria. No entanto, a maioria dos intercambistas andavam na UFSC. Ao lado da nossa faculdade havia um supermercado grossista (tipo Makro), o Fort, onde os preços eram bastante mais baratos e onde fazíamos as compras do mês. Gastávamos cerca de 350€ que dividíamos pelas 3. ​As rendas situam-se entre os 700 e os 1200 reais, ou seja, entre os 150 e os 270 euros, um preço bastante acessível para a localização em que ficamos, neste caso, a Lagoa da Conceição. Esta é uma zona bastante tranquila, com vários supermercados, restaurantes, bares, farmácias… tudo a uma rua de distância. A maior parte dos intercambistas ficou nesta zona. Este ano éramos 65 portugueses e morávamos todos em 4 ruas paralelas, algo que facilitava imenso os convívios e a relação entre todos. Realmente, o mais dispendioso em relação ao Erasmus são as viagens que custaram cerca de 850€ no total. Para além disso, o facto de no IPAM não haver qualquer tipo de bolsa ou isenção de pagamento de propinas, fez com que eu andasse na faculdade do Brasil e tivesse de pagar as propinas, na totalidade, cá em Portugal.
Achas que vale a pena a experiencia a nível académico?
Relativamente ao sistema de ensino, a dificuldade é menor e os métodos de avaliação também são mais simples! No Brasil realizamos 2 testes e trabalhos pontuais, enquanto que no IPAM só realizamos 1 teste e os trabalhos são mais constantes e exigentes! ​A principal diferença foi mesmo a informalidade com que alunos e professores comunicam, sempre com respeito, mas de uma maneira mais amigável. Como exemplo, muitas das vezes formávamos um círculo de modo a facilitar a participação de todos e a forçar, de certa maneira, a comunicação acerca de determinado assunto. ​Esta experiencia apesar de muito positiva, na minha opinião, é muito mais pessoal do que académica. Faz-nos ganhar mais responsabilidade e crescer em todos os sentidos.
Como é o procedimento em termos de equivalência de cadeiras?
A nível de equivalências é a faculdade que trata! Durante este processo a faculdade disponibiliza-vos uma lista com as disciplinas possíveis para equivalência e após a vossa escolha eles aprovam ou não. Eu, por exemplo, não tive equivalência a uma disciplina, Plano de Marketing, que é das cadeiras mais importantes do meu curso, tendo que fazer o exame por final em Janeiro.
Quando é que acabam e começam as aulas?
As aulas lá começam em meados de Agosto e terminam no início de Dezembro. Por um lado, custou-me sair daqui no Verão e ir para o frio, pois lá, nessa altura, é Inverno. Por outro lado, o segundo semestre cá em Portugal só começa em meados de Fevereiro, ou seja, ficamos basicamente dois meses de férias. Para quem puder e quiser fazer mochilão, esta é sem dúvida uma oportunidade única que a maior parte das pessoas aproveita!
Como é a vida noturna?
Em Floripa há bastantes escolhas para sair à noite! Mas meninas, tenho uma má noticia… nós pagamos igual aos homens…o que foi um pequeno choque porque cá em Portugal não estamos habituadas a isso. Os preços variam entre os 35 e os 80 reais (7 e 18 euros) As discotecas a que costumávamos ir eram o Fields, o Arts, Santa e as festas da UFSC. O Fields era onde iam os artistas mais conhecidos, como o Kevinho, Kekel, 1kilo, 3030, entre outros. Fazem concertos e têm também a própria discoteca. O Arts é uma discoteca mais selecionada com todo o tipo de música mas essencialmente hip-hop e funk. Depois, à quarta-feira íamos todos os portugueses ao Santa: uma discoteca/bar, na Lagoa, onde só valia pelo convívio, mas íamos sempre. Aqui não pagávamos antes da meia noite. Se entrássemos mais tarde pagávamos 15 reais. As festas da UFSC são as maiores festas que há, semelhantes à semana da queima. São várias tendas, com diferentes tipos de música, onde existem bares distribuídos por todo o lado, cada um com um tipo de bebida diferente. E é bar aberto! 
Recomendarias esta cidade para fazer Erasmus?
Sem dúvida!! Se procuram diversão, praia, calor e uma experiência diferente e memorável, vão para Florianópolis. Trago comigo pessoas e recordações para a vida! A maneira como as pessoas veem a vida faz-nos crescer e perceber o que realmente é importante e essencial. Ser feliz e aproveitar a vida e os momentos da melhor maneira possível é o lema. Gentileza e alegria são as palavras que definem melhor o Brasil. Esta vai ser, sem dúvida nenhuma, e para sempre, a minha segunda casa!

Deixe uma resposta